14 dezembro 2018 • Instituto Aurora

Projeto social Plano de Menina estreia minidocumentário #MeDáUmaLicença em Curitiba

Com o objetivo de lutar pelo direito das meninas e da equidade de gênero no Brasil, o projeto social começou em São Paulo, e atua desde 2016 na construção de oportunidades para meninas. O Plano de Menina foi criado pela comunicóloga e jornalista Viviane Duarte, que cresceu nas periferias de São Paulo e depois de conquistar seus espaços na sociedade e realizar seus planos, entendeu que era hora de voltar sua atenção às meninas que vieram do mesmo lugar que ela. “Nascer em periferias da cidade e sem privilégios para ocupar espaços importantes na sociedade é bastante cruel, especialmente para meninas. Eu nasci num lar de mulheres fortes e a educação e sorte me fizeram “hackear o sistema” que insiste em criar muros ao invés de pontes. O Plano de Menina nasceu com o objetivo de proporcionar às meninas oportunidades de serem protagonistas de suas histórias, independentemente de onde elas tenham nascido”, afirma a idealizadora do projeto.

O Plano de Menina conecta garotas de diversas comunidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná, com mulheres de diferentes áreas do conhecimento, por meio de workshops presenciais que têm cinco eixos de atuação: educação financeira e carreira, autoestima, direito, raça e gênero, e tecnologia. Os workshops acontecem semanalmente e proporcionam trocas e uma rede de influência que constrói pontes, para que meninas ocupem seus espaços e realizem seus planos.

“No Plano de Menina eu aprendi a acreditar, pois quando se nasce ‘da ponte pra cá’ é difícil enxergar seus próprios sonhos como reais.. A cada workshop eu conhecia uma mulher que me inspirava a ser o que eu quisesse e isso realmente mudou a minha vida. Agora estou realizando todos os meus planos, trabalhando como Jovem Aprendiz no Plano de Menina e ingressando na faculdade. Hoje tenho certeza que os meus planos vão mudar do mundo.”, afirma Julia Teodoro, 17 anos, formada pelo Plano de Menina e jovem aprendiz do projeto. O Plano também conecta meninas a oportunidades de emprego e cursos profissionalizantes, além de bolsas de estudo em universidades.

 

PRIMEIRA PLATAFORMA DIGITAL GRATUITA PARA MENINAS
O projeto expandiu em 2017 e criou uma plataforma de conteúdos em diversos formatos para meninas de todo Brasil terem acesso aos conteúdos que são apresentados nos encontros presenciais, e este ano se tornará um grande espaço de conexões e ainda mais trocas.

 

EXPANSÃO
O projeto tem a meta de estar presente em 10 estados até o final de 2019, e para isso se tornou Instituto e desenvolveu uma metodologia de treinamento de mentoras voluntárias e dinâmicas de workshops para meninas com cursos de capacitação pessoal sobre carreira, empreendedorismo, tecnologia, entre outros. Atualmente, o projeto atende mais de 600 meninas e espera atender 2.000 garotas até 2019 no projeto físico, além das milhares que serão impactadas pela plataforma digital.

 

MINI DOCUMENTÁRIO: #MEDÁUMALICENÇA – AUTOESTIMA PARA OCUPAR
O curta trará a vivência de meninas do projeto que estão ressignificando padrões, medos, quebrando obstáculos invisíveis da sociedade para ocuparem seus espaços e realizarem seus planos. “A existência de filmes como esse é essencial para despertar o sentimento de mudança e gerar uma convocação positiva na sociedade. A entrada e a permanência de uma menina periférica no mercado de trabalho são processos desafiadores. Nesse percurso é preciso quebrar obstáculos sociais para manter-se integralmente nestes espaços, que por vezes são reducionistas e opressores.”, afirma Mariana Chaves, redatora e produtora do curta. Em dezembro, o Plano de Menina iniciará uma tour gratuita de exibições do minidoc, começando por Belo Horizonte, e depois Curitiba.

PLANO DE MENINA EM CURITIBA
Em dezembro deste ano, o Plano de Menina aterrissou em Curitiba para espalhar mais mensagens de empoderamento e pertencimento para cada vez mais meninas. Com a parceria da coach e mentora de mulheres, Tayná Leite, o projeto ganhou outro espaço para conexão e trocas de experiências entre meninas e mentoras no Paraná.

Tayná é criadora da Self Desenvolvimento Humano e da Maria Muda o Mundo, além de advogada e grande defensora dos Direitos Humanos. “Quando, junto com duas amigas, materializamos o sonho de nos dedicarmos ao objetivo de trazer nossas expertises profissionais para empoderar jovens mulheres e meninas para que ampliem sua competitividade e acesso a oportunidades no mercado de trabalho, eu me senti completa neste sentido. Juntei as voluntárias, fiz as conexões e corremos atrás de fazer acontecer. Meus braços se somaram aos de tantas mulheres e ficaram muito mais compridos. A expectativa de ajudar muitas meninas em Curitiba, me deu o fôlego que eu precisava para terminar 2018, e começar 2019 cheia de gás e esperança.” diz ela.

O Instituto Aurora também é um dos apoiadores da ação. Desde 2017, realizam ações com o objetivo de contribuir para uma compreensão da humanidade e dos direitos por meio da arte. Para isso, atuam com duas frentes: (i) Programa de Empoderamento, com ações voltadas às minorias políticas, em que trabalham o fortalecimento de identidades; e (ii) Programa de Educação em Direitos Humanos, em que realizam atividades com a sociedade em geral com o intuito de transformar o senso comum sobre o que são direitos humanos e, assim, promover espaços livres de discriminação.

O projeto conta com outras fortes parcerias na capital paranaense. Geovana Conti, fundadora do Youngers, uma empresa de desenvolvimento humano que atua desde 2011 com propósitos bastante similares ao Plano de Menina: acreditar e incentivar a jovens. Com sede na Vila Torres, uma das regiões mais violentas de Curitiba, trabalham com a intuito de transformar a vida de adolescentes, seguindo a visão de que todo jovem brasileiro tem direito de viver seus sonhos e realizar os planos com propósito. Em 2018, acompanharam mais de 50 jovens que decidiram empreender a fim de transformarem suas vidas, sendo 2 destas indicadas ao prêmio Desafio Paraná – Geração Empreendedora – com as melhores ideias de negócio do ano.

 

AGENDA DE EXIBIÇÃO GRATUITA
Para iniciar a tour de exibição gratuita do minidoc #MeDáUmaLicença, o Plano de Menina começará por Minas Gerais, confira as informações:

15 de dezembro – Estreia em Curitiba
Local: UFPR – Universidade Federal do Paraná, Rua XV de Novembro, 1299 – Centro, Curitiba.
Horário: 11h | Entrada gratuita.
Apoio: Instituto Aurora, Política de.por.para Mulheres e Projeto Youngers
Redes sociais: @politica.mulheres e @institutoaurora
Realização: Plano de Menina e Maria Muda o Mundo

 

Este conteúdo foi veiculado no portal Bem Paraná.

Gostou desse conteúdo?

Assine a nossa newsletter e receba notícias do Instituto Aurora em seu e-mail.