03 outubro 2019 • Instituto Aurora

Filme ‘O Silêncio dos Homens’ tem exibição gratuita em Curitiba

Fruto de um estudo com mais de 40.000 pessoas, “O silêncio dos homens” é uma produção do Papo de Homem que nos apresenta uma profunda investigação sobre as dores, os obstáculos, os valores e os processos de mudança dos homens.

Tendo a equidade de gênero como um dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável pelos quais trabalhamos, e compreendendo a importância de debater questões relacionadas às masculinidades para que possamos caminhar em direção a este ODS e a um mundo com menos violência, o Instituto Aurora irá fazer uma exibição de “O Silêncio dos Homens” seguida de uma roda de conversa com quem já tem debatido estes conceitos por aí!

A exibição acontece no dia 10/10, Dia Nacional de Luta Contra a Violência à Mulher. Uma data que precisa ser lembrada, principalmente se levarmos em consideração alguns dados apresentados no último Anuário da Segurança Pública sobre a distribuição da violência no país. Um exemplo: quase nove em cada dez das vítimas de feminicídio teve um companheiro ou ex-companheiro como algoz.

 

INFORMAÇÕES

Exibição de “O silêncio dos homens” seguida de bate-papo
Data: 10/10
Horário: 19h
Local: Auditório do Solar do Rosário

Quem vai participar desta conversa:

Daniel Fauth W. Martins
Bacharel em Direito pela UFPR, especialista em Criminologia, estudante de psicologia na PUCPR e mestrando em Direito na UFPR, onde pesquisa a relação entre masculinidade e violência. Conduz debates, oficinas, palestras e grupos terapêuticos, como o Cultivando Masculinidades.

Gustavo Seraphim
Pai, entusiasta da equidade de gênero e de todas as formas de trabalho manual, é responsável pela gestão de projetos da revista URDUME e pelo Fio da Conversa, onde coordena a pesquisa Tecendo Novas Masculinidades, que investiga como as artes manuais têxteis podem ser uma ferramenta na construção de novas masculinidades e equidade de gênero.

Michele Bravos
Jornalista e mestre em Direitos Humanos e Políticas Públicas, pela PUCPR. É professora na mesma universidade em disciplinas relacionadas à mídia e direitos humanos. É também facilitadora de círculos de construção de paz e possui 15 anos de experiência em projetos sociais.

Gostou desse conteúdo?

Assine a nossa newsletter e receba notícias do Instituto Aurora em seu e-mail.